A Jornada

Não se envergonhe da justiça

Postado em 06 de setembro de 2017

“Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça, pois serão satisfeitos.” (Mateus 5:6)

Rui Barbosa disse certa vez que “De tanto ver triunfar as nulidades, de tanto ver prosperar a desonra, de tanto ver crescer a injustiça, de tanto ver agigantarem-se os poderes nas mãos dos maus, o homem chega a desanimar da virtude. A rir-se da honra, a ter vergonha de ser honesto”.

Constantemente tenho ficado indignado com algumas das notícias que vejo na tv, jornal ou internet. Parece que o mundo está cada vez mais injusto. Pessoas que não têm nada sendo oprimidas por outras que têm muito. Políticos corruptos vivendo às custas de dinheiro público. A falta de ética e moral sendo anunciada como algo comum e aceitável. Em pleno século XXI, até trabalho escravo é constantemente  denunciado.

Ao falar sobre o Reino de Deus, Jesus afirma que todos aqueles que têm fome e sede de justiça são felizes pois eles serão satisfeitos. Que sejamos sedentos de justiça e nunca nos envergonhemos de buscá-la.